Uma nota fiscal tem muitas informações inseridas num pequeno papel, como os dados da compra e da empresa, os impostos que estão sendo pagos ali e também impede que haja fraudes fiscais. Na nota fiscal eletrônica, tudo é controlado de forma ampla, tanto para o Governo quanto para as empresas, que podem ter uma visão detalhada sobre o desempenho de seu produto.


Uma gestão inteligente usa a nota fiscal para tomar decisões gerenciais para a empresa, a partir da análise das compras realizadas. Esse tipo de visão, que poderia ser gerada com consultoria detalhada e longa, mostra aspectos do gerenciamento da empresa e de como pode ser melhorado.

É obrigatória a emissão de NF Eletrônica?

O procedimento de emissão de nota fiscal eletrônica é muito prático e eficaz, desenvolvida para dinamizar o controle e contabilidade. Substitui o modelo defasado de papel, mas ainda está sendo implantado no país, apesar de já ser obrigatória.

A obrigatoriedade está prevista no Protocolo ICMS 10/07 para empresas com atividades de transformação, como são as indústrias e fábricas, assim como todas que exercem vendas, seja para pessoas físicas ou jurídicas.

O microempreendedor não é obrigado a emitir nota fiscal, mas muitas empresas que ele prestar serviço ou venda podem requisitá-la para seu controle. Mas é muito simples para os MEIs, basta se cadastrar na Secretaria de Fazenda, receber um código e ganhar a liberação para emissão de nota fiscal eletrônica.

O que é necessário para emissão de NF Eletrônica

A operação precisa ser feita com o SEFAZ, para ter um certificado digital a partir do CNPJ. Através desse procedimento simples, o sistema de emissão de Notas Fiscais Eletrônicas será liberado.

O sistema de emissão de Nota Fiscal Eletrônica é gratuito, liberado pelo próprio SEFAZ através de um software. Porém, sua lentidão e falta de recursos impede que sejam salvas as informações daquela nota emitida, o que incentiva muitas empresas a pagar por um sistema de gestão que viabiliza essa emissão e mantém registrado todas as movimentações de tributação e informações cadastrais.

A Nota Fiscal Eletrônica registra toda a operação de circulação de mercadoria ou prestação de serviços, além de incluir os impostos IRPJ, ICMS, IPI, II, IE, IOF, Cofins, ISSQN, CSLL e PIS, quando devidos.