A contabilidade faz parte da evolução da matemática e da economia, que teve grandes transformações em décadas. Os contadores vivenciaram muitas mudanças no mundo e participaram ativamente delas, tendo um papel essencial.

Conhecido como o “organizador do futuro”, a história da profissão acompanha a própria evolução das civilizações, a partir da necessidade humana de proteção à posse. Surgiu efetivamente quando houve a necessidade de registros comerciais das atividades de troca e venda de produtos, onde o homem começou a desejar acumular bens e pensar no futuro.

De “Guarda Livros” até a Tecnologia

A profissão é antiga, mas no Brasil só foi regulamentada em 1870 e foi a primeira com o perfil liberal no Brasil. Em 1902 foi criada a Escola Álvares Penteado, oficializando os diplomas da carreira.

Embora já essenciais nesse período, os contadores eram conhecidos como “guarda-livros”, até a expressão se tornar obsoleta nos anos 70 e a profissão ter mais reconhecimento. Nessa época, os contadores trabalhavam com uma imensidade de papéis, fichas tríplices e cópias de diário em gelatina, que dificultavam muito o trabalho.

A partir dos anos 80 e especialmente nos 90, com o início dos computadores e a inserção de softwares contábeis deu um salto na qualidade da profissão. Houve exatidão nos números e real organização. Apesar disso, ainda hoje há muitos processos manuais sendo realizados, devido a grande resistência dos contadores em ceder pro completo a tecnologia.

Mitos e Verdades sobre Contadores

Os contadores estão sempre ouvindo histórias sobre a carreira e muitas não são verdadeiras. Confira a lista de mitos e verdades mais comuns:

– Contabilidade é só matemática!
De fato, a matemática é a base de um contador, mas ele também lida com outras matérias como português e planejamento estratégico;

– Contador é só imposto!
Os contadores fazem muito mais que apenas recolher impostos, eles estão conectados aos números da empresa e a tudo que acontece em notas fiscais, entrada e saída, funcionários etc.

– O Contador é um mal necessário
Na verdade é o contrário, já que a presença de um contador na empresa ou escritório permite ter real noção do faturamento da empresa, seus custos e lucros, para poder fazer benefícios e qualquer outra ação para aumentar a produtividade.

– O contador está sempre cercado de papéis
Com a tecnologia não. Tudo está inserido no computador e ele precisa apenas alimentar as informações.

– O mercado de contabilidade é masculino
A participação feminina aumenta a cada ano, saltando de 4,3 % nos anos 50 para 47,4% em 2016.