Espírito empreendedor, uma boa e ideia, conhecimento. Parece a receita perfeita para começar um empreendimento de sucesso, porém, muitos profissionais que cumprem com todos esses requisitos acabam esbarrando com uma barreira na hora de colocar seus planos em prática: o capital.

Financiamentos bancários e o apoio de investidores costumam ser as soluções mais recorrentes para esse problema. No entanto, tal medida pode trazer graves consequências para o dono da empresa, como a perda do controle acionário.

Para evitar que isso aconteça, existem outras opções, como o bootstrapping. Trata-se do processo de autofinanciamento da companhia, em que o empreendedor investe os próprios recursos para lançar a marca no mercado.

A maior vantagem desse modelo é a manutenção do controle acionário permitindo ao empreendedor implantar sua visão da forma como desejar, sem precisar do aval de possíveis sócios capitalistas. No entanto, esse é o modelo mais difícil de ser executado e requer algumas estratégias para garantir o sucesso e a sobrevivência do negócio.

A primeira é cortar despesas. Já que você está arcando sozinho com os custos, é importante diminuir gastos com pessoal, fazendo o máximo de tarefas possível. Ou seja, no começo, você acabará cuidando de áreas como marketing e relacionamento com clientes sozinho, o que certamente irá aumentar sua carga de trabalho, mas economizará boas quantias. A exceção para essa regra são as necessidades técnicas específicas, para quais é melhor contratar especialistas, caso você não domine o ramo.

A economia deve se estender até a vida pessoal também: lembre-se que, se você depende de um negócio que ainda dá pouco lucro para sobreviver, é essencial que controle seu estilo de vida, evitando supérfluos. Para saber o quanto você poderá gastar, também vale a pena criar um rigoroso registro de caixa, com dados sobre todos os lucros e custos da companhia. Com isso, também fica mais fácil criar um planejamento financeiro e organizar investimento para expandir a empresa.

Ainda assim, cuidado com os investimentos no início! É melhor começar aos poucos e evitar dívidas ao máximo. Assim você terá mais capital disponível e não terá a preocupação com juros e débitos.

Por último, certifique-se que sua empresa dará lucros o mais rápido possível, afinal, você precisará tem um retorno do capital aplicado e a companhia precisa de mais dinheiro para crescer. Nesse sentido, é preciso adotar um modelo de negócios prático e rentável, além de produtos ou serviços que possam ser vendidos rapidamente. Além disso, promover a marca através de ações de marketing e redes sociais é a chave para atingir o público e criar uma base ampla de consumidores. Dessa maneira, as chances de obter lucro e manter o bootstrapping eficaz em sua empresa são muito maiores.