Uma iniciativa do governo, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) em parceria com aceleradoras, para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica.

O programa funciona por edições com duração de um ano. Em cada uma delas são lançadas duas chamadas públicas: uma para qualificar e habilitar aceleradoras: outra para a seleção de startups com rodadas semestrais.

Segundo os organizadores do programa, 100 empresas serão selecionadas para participar da iniciativa. Nesta edição, 12 aceleradoras foram escolhidas para auxiliar as empresas nascentes selecionadas durante um ano.

Além de empresas de software, a nova seleção aceitará startups de hardware. Empreendimentos com até quatro anos de atuação poderão participar – até o ano passado, esse limite era de três anos. Outra mudança é o modelo de propostas das startups: agora, o empreendedores preenchem os formulários online.

As startups selecionadas receberão de R$ 20 mil a R$ 150 mil em investimento privado das aceleradoras, até R$ 200 mil em bolsas de pesquisa, ações de acesso a mercado e investidores, capacitação, convites para eventos de networking e outros benefícios.

Para fazer a sua inscrção entre no link Clique Aqui as inscrições estaram abertas até  o dia dia 14 de julho.

Fonte de informação: Revista PEGN